Projetos

Documenta Grammaticae et Historiae. Projeto de documentação lingüística e historiográfica. (Projeto integrado/ CEDOCH-DL/USP, CNPq, 2006-atual)
http://www.fflch.usp.br/dl/documenta/

O projeto tem como objetivo principal a construção e disponibilização de corpora representativos da tradição gramatical-colonial ibérica e como objetivos específicos: a) a construção de corpora eletrônicos, representativos das línguas que se desenvolveram em território brasileiro, corpora esses a serem disponibilizados pelo Centro de Documentação em Historiografia Lingüística da FFLCH-USP; b) a expansão gradual do escopo da documentação lingüística a ser eletronicamente disponibilizada em duas direções: uma, em que se buscará um corpus equivalente de gramáticas do português; outra, em que se buscará um corpus equivalente de gramáticas do espanhol e/ou de outras línguas americanas, cujo registro se deu dentro da tradição descritiva portuguesa e espanhola; e c) a contribuição para a preservação documental das línguas em foco, tanto aquela relativa à documentação lingüística e ao tratamento dos dados registrados, quanto aquela relativa aos agentes, processos e problemas pertinentes à historiografia da sua produção metalingüística, via a edição on-line dos textos sob análise. As atividades a serem desenvolvidas pelo presente projeto incluem: a compilação, fixação, datação de textos; a digitalização de microfilmes; o tratamento dos documentos por imagem: fotografia ou scanner; a digitação de textos (principalmente gramáticas); o levantamento dos termos pertinentes aos conjuntos vocabulares pretendidos; a escolha de um programa de busca; a marcação do texto: localização dos termos selecionados; a criação de links entre: textos, autores, fontes, datas, línguas; a alimentação dos arquivos; a disponibilização eletrônica da documentação. O resultado esperado é a montagem de um banco de textos representativos da tradição descritiva ibérica, no que diz respeito às línguas Português, Tupi, Guarani, Kimbundo, Quéchua e Japonês, devidamente contextualizados quanto às suas condições de produção e recepção, disponibilizados para pesquisa posterior e devidamente preservados em seu sentido histórico.

Participantes: Cristina Altman e Olga Ferreira Coelho, coordenadoras (USP); Eliza Tashiro (USP); Fernando Macena de Lima (CEDOCH/USP); Roberta Henriques Ragi Cordeiro (CEDOCH/USP)

Estagiários 2007: Bianca Regina Fraga, Fernanda Belarmino da Silva, Julia de Crudis Rodrigues, Renan Bernardes Viani, Renata Fernandes Silveira, Vitória Cortez Cohn, Patricia Souza Borges, Paulo Victor Pivaro Monteiro, alunos do curso de Letras da FFLCH-USP.

Estagiários 2008: Julia de Crudis Rodrigues, Renan Bernardes Viani, Vitória Cortez Cohn, Alexandre Oliveira, Alvaro Miyazawa, Patricia Souza Borges, Renan Viani, Roberta Ragi, , Stela Danna, Thiago Muniz, alunos do curso de Letras da FFLCH-USP.

Trabalhos relacionados

Cordeiro, Roberta Henriques Ragi. “Língua e Linguagem na Tradição Quechua - Séculos XVI e XIX”. Projeto de dissertação de Mestrado/ CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (2006).

Lima, Fernando Macena de. “Visão e representação nas gramáticas de línguas Tupi (séculos XVI – XIX): Historiografia da descrição dos sistemas de posse.” Projeto de dissertação de Mestrado/ CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (2006).

Praxedes, Silvana Gurgel. “O período dito científico dos estudos lingüísticos brasileiros na questão da colocação pronominal”. Dissertação de Mestrado/ CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (2008).

Altman, Cristina. A emergência do sintagma nominal na tradição americanista brasileira. Projeto de documentação lingüística e historiográfica. Projeto individual. CEDOCH-DL/USP/ CNPq São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (2006)

____________________

A lingüística no Brasil: estórias e histórias em primeira pessoa do singular (1995-atual), Altman, C. , coord.

O projeto tem como objetivo principal o mapeamento das atividades das primeiras gerações de lingüistas que adentraram no cenário acadêmico brasileiro nas décadas de 1960 e 1970, bem como da sua produção lingüística, tal como se perceberam, ou como foram percebidas pelos seus contemporâneos. São objetivos específicos a serem perseguidos pelo projeto: a) o arquivamento e catalogação das fitas já gravadas pela equipe anterior, bem como o arquivamento e catalogação das fotos e fitas de vídeo disponíveis, a partir de critérios compatíveis; b) a avaliação das lacunas de informação e/ou de documentação existentes no acervo e a conseqüente seleção das entrevistas e das imagens; c) o levantamento de dados bio-bibliográficos das entrevistas/entrevistados selecionados; caracterização da sua personalidade acadêmica; definição do(s) ponto(s) de interesse que podem ser considerados compartilhados ou não compartilhados pela sua geração acadêmica; d) a localização e complementação das informações e da documentação pertinente, inclusive audiovisual (fotos, filmes), bem como a organização, arquivamento, edição das ‘provas do autor’ e, finalmente, e) publicação e divulgação do material on-line e em boletim dos textos resultantes.

Trabalhos relacionados.

Batista, Ronaldo de Oliveira. A Gramática Gerativa em perspectiva historiográfica. Tese de Doutorado. CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2007).

Felix, Lyvia. “O tratamento da Lingüística na Lingüística Brasileira (1960-1980).” Projeto de Iniciação Científica. PIBIC/ CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2005-2006).

Cruz, Aline. “Primeira pessoa do singular: línguas indígenas. Presença e ausência na lingüística brasileira.” Projeto de Iniciação Científica. PIBIC/ CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2001-2002).

Matsubara-Morales, Leiko. “100 anos de imigração japonesa no Brasil: o japonês como ensino de língua estrangeira”. Projeto de tese de doutorado. CEDOCH-DL/USP. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2004).